Musculação, Artigos Científicos, Cursos, Eventos e Video-aulas
PESQUISAR:

  PROCURAR


Musculação Terapêutica

Informativo 14

Dr. José Maria Santarem *

Eficiência e segurança são os dois aspectos que fundamentam as aplicações terapêuticas dos exercícios resistidos. A eficiência ocorre no sentido de induzir no organismo adaptações úteis para o tratamento de doenças e lesões, cabendo lembrar que essas mesmas adaptações são também úteis para evitar as situações patológicas.

Dentre essas adaptações podemos citar o fortalecimento muscular, a revitalização dos tendões, o aumento da mobilidade nas articulações, o fortalecimento dos ossos, a melhora da resistência, do equilíbrio e da coordenação, a diminuição das inflamações crônicas em diversos sistemas do organismo, entre outras.

O fortalecimento muscular é particularmente útil porque tem efeitos biomecânicos importantes como a estabilização das articulações mesmo com processos de desgaste, permitindo o controle de dores crônicas.Outro benefício do fortalecimento muscular é o alívio das sobrecargas impostas ao coração e aos pulmões pela atividade física, que podem ser excessivas quando a pessoa apresenta
músculos enfraquecidos. Diversas formas de exercício esportivo ou terapêutico podem fortalecer os músculos, mas os exercícios com pesos são os mais eficientes e também os mais seguros.

Nos exercícios em aparelhos de musculação todos os aspectos técnicos são programados para a melhor eficiência e para segurança ideal, nada sendo improvisado ou adaptado. Os aspectos técnicos sob controle são a posição do corpo, a amplitude e a velocidade dos movimentos, a carga, o grau de esforço, o número de contrações musculares, os intervalos de descanso e a freqüência semanal. A carga é a resistência que deve ser vencida pela contração muscular, geralmente oferecida por pesos, e muitas vezes desperta o receio de que possa ser excessiva.

Nos aparelhos de musculação a carga pode ser graduada de forma sempre ideal, podendo ser grande para atender às necessidades atléticas, mas também muito pequena para os objetivos terapêuticos.Ficar em pé e caminhar pode ser muito mais "pesado" do que realizar exercícios de musculação. Simplesmente não existem exercícios mais eficientes e seguros para exercitar o aparelho locomotor do que os exercícios com pesos em aparelhos para musculação.

Aspecto importante é que todos os efeitos dos exercícios físicos, incluindo o fortalecimento muscular ocorrem lentamente, não sendo possível esperar mudanças significativas no aspecto e na funcionalidade do corpo, ou na intensidade das dores, antes de vários meses de treinamento.

* José Maria Santarem (CRM-SP 25.651) é doutor em medicina pela Universidade de São Paulo, fisiatra e reumatologista pela Associação Médica Brasileira, consultor científico da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, diretor do Instituto Biodelta e coordenador do site acadêmico www.treinamentoresistido.com.br.

publicidade
publicidade